Por que o bebê chora dormindo?

Por que o bebê chora dormindo?

Provavelmente, você já viu a cena de um bebê dormindo, aparentemente tranquilo, quando de repente ele choraminga e resmunga por um pequeno espaço de tempo e depois volta a dormir.

Muitos arriscam falar, que ele está tendo um pesadelo. Outros, que alguma coisa ou dor está incomodando. Logo que o bebê balbucia o primeiro som, muitas mães, seguindo o instinto materno, vão rapidamente e pegam o bebê no colo.

Essa ação é até justificável, afinal mãe alguma quer ver seu bebê chorar. O que acontece é que, para muitos, um bebê deveria dormir em total silêncio, sem qualquer movimento ou som, e não é exatamente assim que acontece.

Antes de deixar aquele aperto no coração falar mais alto e você ir correndo interagir com o bebê que chora enquanto dorme, é preciso entender como funciona o ciclo do sono do bebê.

Ciclo do sono do bebê

Assim como os adultos, o sono do bebê passa por duas fases, o sono REM (Rapid Eyes Moviment ou traduzindo para o português, Movimento Rápido dos Olhos) e o sono Non REM ou o Não Movimento Rápido dos Olhos.

A fase Non REM é a fase inicial do sono, do adormecer, que dura entre 90 a 100 minutos, e passa por alguns estágios antes de chegar à fase REM, ou o sono mais profundo, que tem duração de 10 minutos.

Diferente de um adulto, em que o adormecer acontece em 5 estágios, representando até 80% do sono, os ciclos do sono do bebê são bem mais curtos, em torno de 50 a 60 minutos e cada fase representa 50% do tempo do sono.

Por ter o sono muito mais leve, o bebê tem maior probabilidade de acordar mais vezes durante esse período. Como eles ainda não entendem o processo de voltar a dormir sozinhos, o choro ou resmungo pode aparecer.

 

Bebês aprendem a dormir

Bebês tem um potencial incrível para aprender tudo o que você estiver disposta a ensinar. Da mesma forma, que eles precisam ser incentivados a falar, pegar coisas, comer, entre outros, também devem ser ensinados a dormir.

Muitos bebês acordam chorando e precisam ser ninados novamente, simplesmente por não saberem como voltar a dormir sozinhos. Para isso, é essencial ter uma rotina do sono a partir do primeiro dia do bebê em casa.

O começo pode ser mais difícil, afinal o bebê tinha um ritmo diferente dentro do útero. Tudo é novidade para ele no mundo aqui fora. Então, você vai precisar de muita paciência e constância para mostrar a ele que aquela é a hora de dormir.

Como toda a fase de aprendizado, é importante seguir exatamente o passo a passo, evitando ao máximo tirar o bebê do berço, acender as luzes ou interagir com ele nesses momentos de choro.

Não quer dizer que você deva deixar seu bebê se esgoelando de chorar e não fazer nada. Geralmente, esse chorinho dura alguns minutos e você pode ficar por perto, cantarolar uma música de ninar ou falar baixinho com ele para acalmá-lo.

Se ele estiver chorando com maior intensidade e não se acalmar depois de alguns minutos, é preciso pesquisar melhor se não há algum problema mais sério, como refluxo, assadura ou até terror noturno.

 

Como resgatar o sono natural, profundo e relaxante do seu bebê?

Se você chegou até aqui, imagino que a situação aí esteja difícil, não é? Eu sei como é esse desespero para buscar informações que nos tragam a resposta que precisamos para fazer o nosso bebê dormir bem e podermos, finalmente, curtir a maternidade.
Pois bem, pensando nisso eu criei um artigo completo contando a minha história, os erros que cometi e, o melhor, como eu saí ‘dessa’.
Para acessar agora, aperte o dedo no link abaixo e depois me conta o que achou, tá?

 

O que é terror noturno

O terror noturno é um distúrbio do sono caracterizado por choro, grito e expressão de medo e, diferente do pesadelo, quando acontece é comum o bebê não acordar durante o episódio, que tem de 1 a 10 minutos.

Geralmente, acomete crianças entre 2 a 3 anos, mas bebês de 1 mês também podem ter. No entanto, da mesma forma que começa sem explicação, as crises cessam quando a criança cresce.

A maneira mais indicada de proceder é pegar o bebê no colo e procurar acalmá-lo, sem tentar acordá-lo. Se os eventos ocorrem com frequência, é válido observar a hora certa e acordar o bebê minutos antes.

Uma das causas apontadas para o surgimento desse distúrbio é a privação de horas recomendadas de sono ou a falta de um momento de relaxamento antes da hora de dormir. Um dos motivos que fazem da rotina do sono algo tão importante.

 

Quando criar uma rotina do sono do bebê

O ideal é preparar o ambiente para o sono do bebê antes mesmo dele nascer. A decoração e iluminação do quarto, o colchão correto para o berço e todos os detalhes são imprescindíveis para garantir uma boa noite de sono.

A rotina do sono deve fazer com que o bebê fique o mais relaxado possível e, aos poucos, entenda qual o momento certo para dormir, aprendendo a dormir sozinho e, ao acordar durante a transição entre as fases do sono, saber como voltar a dormir sem ficar estressado.

Incentive as sonecas diurnas para ele ficar mais tranquilo à noite. Mantenha a rotina constante e se ele chorar, fique calma e continue ensinando que ele pode voltar a dormir. Logo, você terá um bebê dormindo como um anjinho por até 12 horas noturnas.

E se você precisar de uma ajuda profissional sobre como introduzir a rotina do sono para o seu bebê, conte com o curso Bebê Dorminhoco, criado com base em conhecimento e experiência e que já fez muitas mães e bebês mais felizes.

 

Share

Avatar
Karla Mendonça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar todos”, você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.