O bebê de 6 meses

O bebê de 6 meses

Aos 6 meses, seu bebê vai fazer várias descobertas e passar por algumas mudanças, aos quais vocês terão que se adaptar juntos. Você, mamãe, e toda a família precisam ter paciência para ajudar o bebê a entender o que acontece.

A visão do bebê começa a ficar tão boa quanto a de um adulto, associado a percepção de sons, cores e objetos à sua volta. Ele agora segura com as duas mãos e vai continuar a levar até a boca, por isso, muita atenção a coisas pontiagudas ou que possam causar algum mal a ele.

Ele também já consegue sentar sozinho, porém é preciso ficar de olho, porque mesmo que ele esteja mais firme, ainda não tem total controle do corpo e pode cair para a frente e não vai ter aquela reação de colocar a mão para segurar e a cabeça vai direto ao chão.

Vale a pena também colocar almofadas ao redor dele como proteção.

Lembrando que cada bebê é único e se desenvolvem em ritmos diferentes. Não queira apressar o seu. Bebês prematuros podem levar um pouco mais de tempo. Converse com o pediatra caso perceba algo, mas nunca compare a outros bebês.

 

Nascimento dos dentes

Os primeiros dentinhos do bebê podem surgir a partir dos 6 meses. Essa fase traz bastante desconforto para ele, porque a gengiva coça e pode ter dor.

Você vai ver seu bebê desesperado, colocando na boca, ainda mais, tudo o que vê pela frente no intuito de tentar aliviar a coceira.

Uma dica são aqueles mordedores com água dentro, que devem ser colocados na geladeira, não congelados. O friozinho ajuda a acalmar o desespero.

Alguns bebês podem ter febre, mas a real causa não é exatamente o nascimento do dente, o que pode ser é como a gengiva fica mais inchada, ocorra uma inflamação.

E se você ainda não começou a usar babadores, essa com certeza é a hora, porque ele vai babar bastante.

 

Estímulos e brincadeiras

Como seu bebê está mais ativo e atento a tudo, uma forma de estimular os sentidos é mostrando as coisas próximas a ele, dizer o nome e imitar os sons. Por exemplo, em um passeio pela manhã, ao ver um carro, apontar e dizer “olha o carro, ‘bruuu’, ‘bibi’”, ou um cachorro “olha o cachorro, ‘au,au’”.

Ah, agora vocês podem passear no shopping e em outros lugares cheios de gente, mas continue tendo alguns cuidados com as mãos dele. Não se iniba em pedir para as pessoas não ficarem pegando ou chegando muito perto.

Outro estímulo muito divertido para o bebê é a leitura. Leia e mostre a eles livros com historinhas coloridas e procure mudar a entonação da voz dos personagens. Além de desenvolver a visão, audição e a fala, você ainda pode ver seu bebê dando aquela gargalhada com a sua interpretação.

Continue colocando de bruços para fortalecer a musculatura e fazer o exercício de segurar nas mãos para ele firmar as pernas, enquanto se esforça ficando de pé por alguns instantes.

Esqueça o andador. Desaconselhado por pediatras e um gasto desnecessário, o andador pode atrasar o desenvolvimento motor normal do bebê, prejudicar as articulações e aumentar o risco de acidentes.

 

Sentimentos mais óbvios

Se no começo era muito difícil entender porque seu bebê chorava tanto, agora ele estará deixando muito mais claro o que sente. Se torna mais fácil interpretar quando ele está triste, irritado, feliz ou confortável.

 

Alimentação

A tão esperada primeira papinha pode acontecer a partir dos 6 meses. Alguns pediatras preferem esperar mais um pouco, liberando só depois dos 7 meses, conforme o crescimento do bebê, então converse com o seu pediatra antes de oferecer qualquer alimento para o seu filho.

Se o médico der o aval para a primeira frutinha, é preciso entender que o seu bebê talvez não esteja tão empolgado quanto você e será necessário paciência e persistência para ele se acostumar com sabores diferentes do leite.

Dica de especialistas para evitar a prisão de ventre é oferecer frutas como o mamão ou a banana maçã.

Lembrando que não se deve colocar açúcar nas papinhas. O bebê deve sentir o sabor natural dos alimentos, além de fazer mal para o sistema digestivo.

Outra recomendação é nunca processar no liquidificador, para não quebrar as fibras dos alimentos. Amasse bem com um garfo ou se quiser deixar mais molinho, passe por uma peneira grossa.

Outros alimentos que não devem ser oferecidos a bebês por apresentarem risco à saúde, são o mel, que possuem uma bactéria nociva à bebês menores de 1 ano e a clara de ovo, que pode ser alergênica. Também é importante observar se determinados alimentos causam reações alérgicas e anotar tudo, para mostrar ao pediatra.

E claro, o leite continua sendo uma fonte importantíssima de alimento. A Organização Mundial de Saúde recomenda manter até os 2 anos de idade.

 

Sono

O sono do bebê provavelmente está bem definido e ele já dorme a noite toda. Seu bebê tem o potencial para ser um bebê dorminhoco, mas precisa ser ensinado como fazer isso.

Determine um horário para essa rotina do sono, mantenha atividades que relaxem o bebê, reduza os sons e as luzes da casa e do quarto dele, de preferência apague todas as luzes, cante ou coloque uma música tranquila para tocar.

 

Volta ao trabalho

Existem empresas que permitem à mãe estender a licença-maternidade até os 6 meses. O que é bom para você curtir mais esses 2 meses e ver os progressos do seu bebê.

Se não tem como adiar mais esse momento, tenha já resolvido onde ou com quem seu bebê vai ficar durante o tempo que você estiver trabalhando, ou seja, berçário, escola, babá, familiares…

Essa separação pode ser difícil, mas depende de você decidir quanto a sua necessidade, do seu bebê e da sua família.

 

Vacina

Esse é o mês das vacinas VIP, contra a paralisia infantil e da Pentavalente, contra difteria, tétano, coqueluche, meningite e infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo B.

Também existe a campanha para bebês de 6 meses a 1 ano para a vacina contra o sarampo e contra o vírus da influenza H1N1.

Essas vacinas devem causar reações como dores no local da picada, irritação e febre. É aconselhado levar seu bebê no fim de semana, para ele tenha um tempo mais tranquilo para passar por esse período e você poder cuidar dele, porque ele vai ficar muito manhoso e querendo a mamãe.

Share

Karla Mendonça

Deixe um comentário