Depoimento Noah

41

O método bebê dorminhoco foi a luz no fim do túnel. Eu @tainalm já estava fazendo cama compartilhada, meu bebê acordava de hora em hora, berrando, e só parava com o peito na boca. Sem contar as sonecas de dia que eram irregulares e custava a fazer ele dormir… Eu estava exausta e meu bebê também. ⠀👉As sonecas de dia variavam muito, as vezes dormia 2 horas e as vezes 20 minutos. Tentava fazer dormir de novo dando peito, ninando, cantando, colocava no berço dormindo depois de quase 1 hora tentando, e acordava depois de 10 minutos. Era muito frustrante.⠀👉 Desde os primeiros meses eu sempre soube da importância da rotina, mantinha uma e também sempre colocava meu bebê pra dormir no berço. Fazia todo o ritual de banho e sono, e ele começou a fazer progresso e dormir até 5 horas seguidas. Então eu considerava que estava indo bem.⠀👉Aí passou por um salto de desenvolvimento (hoje eu sei que o motivo não foi o salto), começou a acordar de hora em hora e eu estava ficando exausta. Então decidi tentar algo novo e iniciei a cama compartilhada.

Dos 3 aos 5 meses foi ótimo. Eu ficava mais descansada por não ter que sair da cama e só colocar o peito na boca e voltar a dormir… Mas aí aos 6 meses ele novamente voltou a acordar mais vezes, comecei a ficar estressada de novo porque não conseguia dormir mais de 2 horas seguidas. Tentei aplicar um método que vi na internet de deixar chorar um pouco e aí foi quando tudo ficou pior.

Ele acordava mais vezes e acordava já berrando. ⠀👉 Foi aí quando ele estava com 7 meses que eu decidi fazer o método on-line de 6-23meses. Parei de ouvir pitacos e conselhos alheios e resolvi apelar pra uma profissional. ⠀👉Admito ter visto a publicidade algumas vezes aqui no insta, achei caro, meu marido não apoiou, enfim…) mas finalmente tomei a decisão e ainda bem que o fiz, meu bebê hoje dorme 11 horas seguidas a noite, no berço dele como nós queríamos e faz 2 sonecas, 1 de 2 horas e 1 de 1h20’ e dorme sozinho! Não preciso mais ninar.

Meu maior suporte foi o meu marido. Até minha mãe que sempre foi um dos meus maiores suportes em relação a educação do Noah hesitou em me dar apoio nesse quesito do sono. Minha sogra também me fazia sentir a pior mãe do mundo. Pouquíssimas pessoas me davam apoio, falavam que essa época ia passar e que eu tinha que aproveitar em vez de ficar tentando achar solução. Mas assim que comecei a assistir as aulas faz Karlinha, me empoderei e me senti muito confiante pra aplicar. Com o método me senti compreendida ao invés de julgada. É só seguir a risca tudo que a Karlinha orienta no método, ter paciência e não desistir no meio do caminho. ⠀
⠀
👉O sono (ou melhor a falta dele) era a parte mais difícil da maternidade pra mim. Do jeito que estava, eu tinha certeza que não teria mais nenhum filho.
Graças a Karlinha, decidi que vou ter mais filhos SIM! ⠀👉E ver meu filho dormindo acho que foi uma das minhas maiores vitórias. Hoje sinto que posso oferecer meu melhor pro meu filho Pois uma noite bem dormida realmente faz milagres tanto pra ele quanto pra mim. E o tempo livre que tenho agora durante as sonecas me permite descansar pra continuar nosso dia com bom humor e muita disposição. ⠀👉É impossível não virar grande admiradora do seu trabalho e seu papel como mãe Karlinha.

Nunca conseguirei te agradecer. Seu método me deu o apoio e confiança que eu precisava. Praticamente me colocou em seu colo e disse que ia ficar tudo bem. Minha eterna gratidão à Karlinha e equipe da Bebê Dorminhoco. Vocês mudaram minha vida.

Share

Vitor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *