Criança fazer birra é normal?

mother comforting baby girl toddler tantrum bad b 2021 09 02 06 13 45 utc scaled

É perfeitamente normal que em alguma fase do seu filho, ele faça birra. 

Durante a primeira infância da criança, que vai desde o nascimento até os 06 anos de idade, o cérebro não se desenvolveu completamente. É um dos motivos que leva uma criança a fazer birra, ela sente a necessidade de ser ouvida, ao mesmo tempo, em que não consegue pensar racionalmente sobre os sentimentos e frustrações.

A birra infantil é a parte mais primitiva do cérebro sendo acionada, mais precisamente a região inferior do órgão, segundo a Neurociência.

É importante ressaltar que a birra não é apenas uma simples pirraça da criança diante de uma frustração. Esse comportamento pode ser a manifestação de algumas emoções como o medo, e até mesmo a falta de atenção dos pais.

Por isso, é tão difícil ser preciso ao dizer que tem uma idade específica em que a criança para de fazer birras e também dizer que não é algo normal. Pelo contrário, a birra é normal.

 

Quais as causas da birra no dia a dia?

Agora que já associamos as birras ao desenvolvimento cerebral, vamos entender alguns motivos que levam as crianças a fazerem birras.

Um dos motivos mais comuns em crianças menores, é a falta de capacidade em falar e se expressar. Como a criança não domina completamente a linguagem verbal, ela encontra na birra a forma de chamar a atenção, mostrando aos pais que ela não está feliz naquele momento com o que está acontecendo.

Outras situações que podemos citar são a fome, cansaço, sono, falta de vontade para fazer uma tarefa como, alimentar-se, tomar banho, entre outros. 

Uma pesquisa realizada por cientistas portugueses identificou alguns dados importantes sobre a birra infantil: foi analisado que entre os 2 e os 3 anos, aproximadamente 20% das crianças apresentam birras pelo menos 1 vez por dia e de 50 a 80% têm birras pelo menos 1 vez por semana. 

Observou-se também que as crianças que têm birras frequentes aos 2 anos continuam, em 60% dos casos, a ter birras aos 3 anos, e as birras persistiram aos 4 anos em 60% das crianças.

Já o temperamento explosivo de birra manteve-se ao longo da infância em apenas 5% das crianças.

 

Como ajudar meu filho a lidar com as frustrações e não fazer birras

É possível contornar esse comportamento das crianças e ensiná-las o controle emocional.

Os pais precisam se manter calmos em um momento de birra e também se colocar no lugar da criança.

A criança precisa ser tranquilizada antes de os pais ensinarem que aquele comportamento está inadequado. Demonstrar para a criança segurança, afeto e respeito pelos sentimentos dela, vai ajudar a tranquilizá-la para que ela te ouça e aprenda.

As crianças costumam copiar o comportamento dos pais, por isso perder a cabeça, gritar ou mandar que a criança pare, não vai gerar  resultados saudáveis para a saúde emocional do pequeno.

Ao abaixarmos nosso tom de voz, e olharmos para os olhos da criança, criamos um vínculo, para que eles nos ouçam e obedeçam com tranquilidade.

E o mais importante de tudo, saiba ouvir seu pequeno, as crianças precisam sentir que são ouvidas e compreendidas pelos pais, e com certeza irão cada vez mais saber expressar as frustrações através de boas conversas com o papai e a mamãe.

 

O que está por trás das birras e como resolvê-las de forma sadia?

Eu não tenho bola de cristal, mas imagino que se você chegou até aqui é porque o comportamento do seu filho não deve estar te agradando e você não sabe mais o que fazer, não é?
Eu sei bem como é passar por isso, nos sentimos impotentes e até envergonhadas de nós mesmos por conta do mal comportamento de nossos filhos.
Eu gostaria de te convidar a acessar um artigo que eu preparei, no qual eu detalho o que está por trás das birras e como resolvê-las de forma sadia. No final das contas, buscamos mesmo é resgatar a admiração e a relação de amor com nossos filhos.
Dê uma olhada, vai te ajudar muito.

Share

Karla Mendonça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *