Como fazer o bebê dormir cedo?

Portrait of nice sleeping baby boy, pretty child resting in his bed, star-shaped night light, healthy and peaceful childhood, new life concept

A chegada de um bebê é um momento que mistura magia, alegria, felicidade com preocupações e medos. Isso é perfeitamente normal. 

Além de ser delicioso ter um bebê em casa e apreciar cada etapa do desenvolvimento, ainda sim existem as preocupações com cólicas, noites de sono, alimentação e infinitas dúvidas que são plausíveis, principalmente para os pais de primeira viagem.

O sono do bebê é um dos assuntos mais comentados entre dúvidas dos pais e cuidadores. O que é normal e como se deve cuidar do bebe para dormir bem? Como ter uma rotina para o bebê dormir cedo e o que é errado fazer ou não.

A hora de dormir às vezes é estressante, difícil e muito cansativo, mas tem solução.

Bebês com dificuldade para dormir é um problema comum para as mães. Ao anoitecer, começam os preparativos para que o bebê durma, mas ele está alerta, e não pega no sono nunca.

Eles choram, ficam irritados, olhos bem abertos, agitados, e os pais cansados, estressados, desesperados e sem esperança.

A melhor forma de evitar que seu bebê fique nervoso e não queira dormir é prestando atenção em pequenos sinais que seu bebê mostra quando precisa dormir ou quando não tem tido horas suficientes de sono.

Vamos entender melhor…

 

Sinais de que o bebê precisa dormir

Os bebês costumam não ter olheiras ou o rosto parece cansado, eles também esfregam os olhos, as orelhas ou o rosto. 

Vale também prestar atenção a outros sinais como bocejo, soluço ou espirros.

Quando os bebês estão com sono eles não se concentram em atividades simples, como brincar e não tem forças para mamar ou comer direito além de dormirem com facilidade dentro do carro.

Esses são alguns sinais que devem ser observados para identificar que o bebê não está dormindo o suficiente e também está com sono.

 

Como ajudar o bebê a passar por essa fase e aprender a dormir cedo

Os bebês costumam ter boas noites de sono quando sentem um ambiente seguro. Lembre-se que os bebês ainda estão descobrindo esse mundo, e precisam de aconchego e cheiro de mãe. A hora do sono deve ser preparada com carinho e deve ser uma rotina diária.

Sempre é muito importante lembrar que para amenizar o choro noturno, é essencial implantar desde a chegada do bebê o ritual do sono. A criança precisa entender que o momento de dormir é natural, que ela não estará abandonada ao ser colocada no berço e que o quarto é um local seguro e tranquilo.

O quarto deve ser o refúgio da criança, e precisa ser calmo e preparado para proporcionar o relaxamento do bebê com iluminação adequada, decoração que não ofereça excesso de estímulos, colchão, berço… 

Esses detalhes são essenciais para o surgimento de uma rotina de sono de sucesso.

Outro ponto bastante importante da rotina de sono do bebê são as sonecas, uma ferramenta essencial para os pais de um recém-nascido. A premissa dos períodos de sono durante o dia é que, ao dormirem durante a manhã e à tarde, os bebês fiquem mais calmos na parte da noite e consigam dormir melhor e mais rapidamente. 

Pesquisadores do Departamento de Pediatria da Universidade de Semmleweis, na Hungria e do Departamento de Psicologia Experimental da Universidade de Oxford, no Reino Unido, publicaram um estudo confirmando que a soneca diurna contribui significativamente para o tempo total de sono, sendo relacionados às funções cognitivas, processamento emocional e autorregulação. (fonte:https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5851571/). 

Esse estudo também mostra a associação das sonecas diurnas como uma medida preventiva dos efeitos nocivos da falta de sono e à fatores como a saúde dos sistemas imunológico, neuro, endócrino e cardiovascular.

Ou seja: os bebês precisam dormir algumas horas durante o dia para terem boas noites de sono e ótimo desenvolvimento físico e emocional.

 

NÃO DEIXE SEU BEBÊ CHORAR para dormir

Algumas pesquisas já trazem dados que questionam bastante a teoria que pede para não atender as crianças nas crises de choro. Estudos trazem como resultados que, ao atender prontamente os bebês, há redução gradual do choro.

Ao não confortar a criança nesse período de angústia, é possível que ela entenda estar sendo castigada por algum comportamento – lembrando aqui que a criança só vai chorar caso esteja incomodada com alguma coisa. Ou seja, ao adotar essa conduta, o pai ou mãe pode induzir a criança a reprimir fome, dor, cólica ou qualquer outro incômodo natural. Isso pode gerar, com o tempo, ansiedade, problemas de controle emocional entre outras características negativas por conta do estresse causado na primeira infância.

A ideia da teoria que pede para os pais não deixarem os bebês chorarem a noite toda tem como base o amor e em fortalecer os vínculos emocionais. Entende-se que, ao oferecer conforto e carinho aos pequenos, eles saberão desde cedo que podem contar com os adultos para ajudá-los. Essa vertente também entende que, ao receber atenção nos momentos de desconforto, o bebê já aprenderá sobre compaixão e carinho, e crescerá de forma orgânica com essa lição.

 

Como resgatar o sono natural, profundo e relaxante do seu bebê?

Se você chegou até aqui, imagino que a situação aí esteja difícil, não é? Eu sei como é esse desespero para buscar informações que nos tragam a resposta que precisamos para fazer o nosso bebê dormir bem e podermos, finalmente, curtir a maternidade.
Pois bem, pensando nisso eu criei um artigo completo contando a minha história, os erros que cometi e, o melhor, como eu saí ‘dessa’.
Para acessar agora, aperte o dedo no link abaixo e depois me conta o que achou, tá?

Share

Avatar
Karla Mendonça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *