Como dar Limites aos filhos?

Little girl crying for break long walking

Saber dar limites aos filhos é bastante importante, e é também uma maneira de cuidar e demonstrar amor. Dizer “não” sempre que necessária é uma excelente forma de ensinar valores importantes para as crianças e também contribuir para o processo de desenvolvimento.

Porém dizer não, e dar limites aos filhos não é uma tarefa muito fácil para os pais. Muitos optam por fazer as vontades da criança para mantê-las ‘calmas’.

É preciso achar o momento certo e dosar o não e o sim.

 

Benefícios de dar limites aos filhos

Ser adulto é passar por muitas fases ruins e boas. É preciso saber lidar com experiências negativas, frustrações, limites e diversas regras.

A infância é o período da vida em que o indivíduo começa a aprender que é importante aceitar a realidade e lidar com os sentimentos de frustração. Os limites impostos pelos pais são fundamentais nesse processo.

Crianças que crescem sem limites se transformam em adultos que não sabem lidar com frustrações e decepções, além de ter muita dificuldade para seguir regras, ter paciência e autodisciplina.

Dicas de como dar limites  aos filhos

È importante na hora de dar limites aos filhos, também entender que as crianças não lidam com as emoções como os adultos. Muitas vezes eles não conseguem entender e expressar os sentimentos quando recebem um “não”.

O melhor nesses momentos de euforia é ignorar, mesmo que esteja em ambiente público. Basta levar a criança para um canto e esperar pacientemente que ela se acalme. Se o seu filho costuma jogar o que vê, antecipe-se e tire tudo da frente dele, na hora do ataque. Após ele se acalmar, volte ao que aconteceu e mostre o quanto estão insatisfeitos ou tristes com a atitude dele.

Estipule horários corretos para comer, acordar, dormir, estudar, brincar e assistir televisão. É importante estabelecer uma rotina organizada, em que a criança tenha responsabilidade e ao mesmo tempo seja livre para expressar seus desejos e vontades.

Ensine seus filhos a tomar decisões. Use pequenas coisas, por exemplo: dê a ele duas opções de alimentação para que ele escolha. Isso vai evitar a birra na hora da alimentação e a criança vai aprendendo a fazer escolhas.

É importante estabelecer um equilíbrio entre sim e não, amor e limites, liberdade e responsabilidade. Educar uma criança exige responsabilidade em transformá-lo em um adulto melhor e com emocional saudável.

É importante compreender que as crianças são emocionalmente imaturas e não sabem lidar com os sentimentos de frustração. Cabe aos pais dar-lhe segurança ajudando a criança a lidar com o tipo de sentimento que as afligem.

Share

Avatar
Karla Mendonça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *