Birra na hora do banho

Adorable young toddler in the bathroom having a bath

É perfeitamente normal, que em alguma fase do seu filho, ele faça birra. Seja por querer algo na loja, por não querer comer determinados tipos de alimentos, não querer tomar banho ou por não querer obedecer ao que você como mãe e pai pede.

Antes de explicar como lidar com as birras do seu filho, vamos entender o porquê as crianças têm essa atitude e até que ponto é normal.

É normal que escutemos dos antigos, ou de muitas outras mamães, que é coisa da idade e que vai passar. Porém não existe uma idade exata para a criança começar a fazer birra, geralmente é a partir dos 18 meses de vida. A birra nada mais é que um sintoma de que a criança não está conseguindo lidar com uma frustração e não sabe lidar com suas emoções para se comunicar de outra forma. 

O adulto precisa agir conscientemente, para não reforçar este comportamento na criança e ter paciência, pois a birra é também uma oportunidade de aprendizado para os pequenos.

Não existe uma regra para entender exatamente o porquê as crianças fazem birras, mas pode ser intencional ou emocional e sabemos que o comportamento da criança está muito ligado ao dos pais. É preciso que os pais cuidem de suas emoções, comportamentos e ambiente familiar, para poder ajudar a criança a lidar com as frustrações e as emoções. É comum que as birras das crianças cheguem durante um momento de estresse, como por exemplo, divórcio, a chegada de um irmãozinho, mudança de casa, escola ou rotina.

É importante saber os fatores que levaram ao comportamento do pequeno. Pois os sentimentos que ele tem em relação aos pais ou a uma situação especifica, pode estar precisando de atenção e a maneira que ele vai encontrar de pedir essa atenção é através das birras.

 

O que está por trás das birras e como resolvê-las de forma sadia?

Eu não tenho bola de cristal, mas imagino que se você chegou até aqui é porque o comportamento do seu filho não deve estar te agradando e você não sabe mais o que fazer, não é?
Eu sei bem como é passar por isso, nos sentimos impotentes e até envergonhadas de nós mesmos por conta do mal comportamento de nossos filhos.
Eu gostaria de te convidar a acessar um artigo que eu preparei, no qual eu detalho o que está por trás das birras e como resolvê-las de forma sadia. No final das contas, buscamos mesmo é resgatar a admiração e a relação de amor com nossos filhos.
Dê uma olhada, vai te ajudar muito.

 

Como lidar com as birras na hora das crianças tomarem banho e ajudar meu filho a superar essa fase de maneira positiva?

As crianças geralmente não gostam de parar de brincar, assistir TV ou desfocar de uma atividade para tomar banho, é natural que relutem com o momento de ir para o chuveiro.

O ideal neste momento é falar com a criança minutos antes, avisar que logo está chegando a hora do banho, para que ela se prepare emocionalmente para parar de brincar ou assistir TV.

As crianças, assim como nós adultos, não gostam de ser pegos de surpresa. Por isso é tão importante manter certas rotinas para os pequenos.

Mas se mesmo assim o momento da birra chegou, a criança se joga, grita e chora para não ir para o banho, o que fazer?

É importante que os pais consigam fazer o que precisa ser feito no momento da birra ou até mesmo antes dela, e não cedam aos berros do pequeno só para “não passar estresse”. Busque ter em mente que educar o seu filho é muito mais importante que a opinião dos outros e os momentos de estresse vão passar ao longo que a criança se adapta ao momento do banho. 

Também vale ressaltar que no momento de corrigir as birras, bater e falar mal nunca serão uma opção. Existem outros caminhos efetivos para conseguir resultados mais prolongados e duradouros e que melhoram ainda mais os vínculos entre pais e filhos.

Vamos entender agora, quais medidas devem ser tomadas para ajudar seu filho a se expressar sem birras e facilitar seu entendimento sobre as emoções do seu pequeno na hora de ir para o banho.

 

04 passos para lidar com as birras do seu filho na hora do banho

Passo1: A birra na maioria das vezes é um pedido por limites. A criança precisa aprender que em alguns momentos vai ganhar o que deseja e também vai ter momentos em que não ganhará o que quer. Essa disciplina de ensinar seu filho a esperar o momento certo é algo valioso para o resto da vida. Principalmente para a vida adulta. No momento da alimentação, as crianças podem ficar ansiosas para comer, é uma oportunidade de ensinar que esperem a refeição ficar toda pronta.

Passo 2: Ensinar a criança a ser resiliente. Se decepcionar é algo que acontece com todos nós ao longo da vida, e sair mais forte das dificuldades é um comportamento muito útil para a vida e muito bom para ser aprendido logo na infância. O momento da birra pode ser uma oportunidade para esse aprendizado. Explicar para a criança o que ela pode aprender de positivo com a frustração momentânea e ajudá-la a compreender, vai fazer muita diferença. As vezes a troca de uma alimentação por uma que a criança ainda não conhece pode ser difícil, este momento é bom para ensinar a resiliência e também o pré julgamento sobre um alimento que ela ainda não conhece. 

Passo 3: No momento da birra é importante manter a calma e não demonstrar o quanto você está afetado pelo mau comportamento do seu filho, respire fundo. Mantenha-se firme no que acredita ser o melhor para a criança naquele momento. Por mais que às vezes não pareça, as crianças sentem-se seguras quando os pais se mantêm coerentes e fazem aquilo que dizem. 

Passo 4: Aguarde o momento crítico da birra passar e quando estiver mais calma, tente conversar com a criança, explique a ela, com a linguagem mais fácil possível o porque ela recebeu um “não” ou porque ela deve comer determinado tipo de alimento. Mostre ao seu filho, que você se importa com a vontade e gostos dele e com atos de carinho explique a importância de ela aprender a comer alimentos saudáveis e não agir com birra.

E o mais importante de tudo, saiba ouvir seu pequeno, as crianças precisam sentir que são ouvidas e compreendidas pelos pais, e com certeza irão cada vez mais saber expressar as frustrações e os gostos através de boas conversas com o papai e a mamãe.

 

Share

Avatar
Karla Mendonça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *