Bebê pode dormir de barriga para baixo

Processed with VSCO with a6 preset

A chegada de um bebê é muito emocionante para muitas famílias. Com essa chegada também surgem muitas dúvidas, medos e preocupações em como cuidar do bebê.

É comum que os pais tenham dúvida na hora de colocar o bebê para dormir: Se o bebê pode dormir de bruços, barriga para cima ou de lado…

 

O que fazer quando o Bebê dorme de barriga para baixo

Na verdade, o bebê nunca deve dormir de bruços, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria o bebê deve dormir de barriga para cima, com a cabeça de lado. Essa posição, segundo estudos, os protegem da síndrome da morte súbita.

A Sociedade Brasileira de Pediatria diz que dormir de barriga para cima reduz em até 70% os riscos de morte súbita por asfixia, o que pode ocorrer quando o bebê dorme em outras posições, como de barriga para baixo ou de lado.  

A síndrome da morte súbita pode acontecer quando o bebê dorme de barriga para baixo porque recebe menos oxigênio ou elimina o gás carbônico com menos eficiência.

Mas no momento em que o bebê estiver acordado e atento, colocá-lo na posição de bruços pode trazer benefícios físicos e motores. Você poderá colocar o bebê de bruços quando estiver acordado, já no primeiro mês de vida por períodos curtos.

Colocar o bebê de bruços quando estiver acordado, vai ajudá-lo a fortalecer os músculos do pescoço, peito e costas, prevenir o achatamento da cabecinha do bebê, pode também ajudar o bebê a construir a força necessária para se sentar, rolar, rastejar, engatinhar e andar. Além de ajudar o bebê a explorar o ambiente de uma nova perspectiva, pois de barriga para cima ele enxerga apenas o teto e pouco do que está à sua volta. Na posição de bruços, irá levantar a cabecinha para observar.

 Agora que já sabemos que a melhor posição para o bebê dormir é de barriga para cima, vamos entender melhor quais cuidados são necessários na hora de colocar o bebê para tirar a soneca ou dormir durante a noite.

Posição: A posição ideal como citamos acima é de barriga para cima com a cabeça virada para o lado. Na hora de colocar o bebê no berço ou outro local, se atente a esse cuidado.

Alimentação: nos primeiros meses de vida, é normal que o bebê vomite após mamar. O vômito na maioria das vezes está ligado com a forma que o bebê ingere o leite, inclusive o quanto mama, que pode ser a mais do que precisa. Nesse caso, é preciso esperar o bebe arrotar antes de colocá-lo deitado. É recomendado usar também um travesseiro de rampa, conhecido como anti-refluxo ou a cabeceira do berço elevada.

Enjoo de movimento: alguns bebês podem enjoar com o movimento, inclusive o movimento do carro, o que pode ser um problema no dia a dia dos pais. Os especialistas acreditam que o enjoo de movimento é causado por uma desconexão entre o que o bebê enxerga e o que ele sente com as regiões sensíveis ao movimento do corpo, como o ouvido interno (labirinto) e alguns nervos. Nesse caso, os pais podem prever que o bebê vai dormir no carro e pode ficar enjoado, em alguns momentos evite dar as mamadas e alimentação perto do horário de sair.

Mesmo com esses cuidados, os pediatras pedem que os horários da alimentação não sejam perto do horário da soneca ou de dormir à noite. Dessa forma seu bebê terá melhor digestão dos alimentos antes de dormir e evita que a criança sinta mal estar, vomite e corra riscos de engasgar. Apenas se for o caso da amamentação, ele pode mamar antes de dormir.

 

Se os pais seguirem as orientações seguidas acima, o seu bebê pode dormir seguro e a posição de bruços será bem-vinda quando bebê estiver acordado.

Se o bebê já for mais grandinho e já consegue se virar e rolar sozinho, dormir de bruços não é perigoso e os pediatras aconselham deixar o bebê dormir da maneira que se sentem confortáveis.

Lembrando que é necessário levar o bebê ao pediatra caso perceba algo diferente quando o bebê come ou dorme.

 

Como resgatar o sono natural, profundo e relaxante do seu bebê?

Se você chegou até aqui, imagino que a situação aí esteja difícil, não é? Eu sei como é esse desespero para buscar informações que nos tragam a resposta que precisamos para fazer o nosso bebê dormir bem e podermos, finalmente, curtir a maternidade.
Pois bem, pensando nisso eu criei um artigo completo contando a minha história, os erros que cometi e, o melhor, como eu saí ‘dessa’.
Para acessar agora, aperte o dedo no link abaixo e depois me conta o que achou, tá?

Share

Avatar
Karla Mendonça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar todos”, você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.