Bebe fazendo birra, o que fazer?

the baby is crying the little boy is crying heavi 2021 09 03 06 34 39 utc scaled e1636137708566

Os bebês ainda  não sabem lidar com seus impulsos. Por isso é normal fazer birra para vestir a fralda, para dormir, para pegar um brinquedo ou para ganhar um colo. Elas ainda não sabem expressar suas emoções e por isso choram ou gritam.

Antes de explicar como lidar com as birras do seu bebe, vamos entender o porquê as crianças têm essa atitude, o que é a birra e até que ponto é normal.

 

O que é Birra?

As birras nada mais são do que uma reação daquilo que as crianças estão sentindo e pensando.  O maior erro e também  mais comum dos pais e cuidadores é de punir ou recompensar o comportamento. 

Ou seja, esperar que a criança tenha um comportamento bom ou ruim e punir ou recompensar.

Porém, como citamos acima, as birras são a reação das emoções das crianças e de seus pensamentos, e para entender as birras é preciso dar atenção ao que seu filho ou filha está sentindo no momento da birra, além também de entender a fase que seu filho está. As crianças também reagem de acordo com sua idade.

Dar atenção aos sentimentos e pensamentos dos seus filhos vai ajudar a compreender o que motiva a birra, além de ajudar os pais a contribuírem de maneira positiva para o desenvolvimento de seus filhos.

Olhar apenas para o comportamento final da criança e puni-las ou recompensá-las pode trazer consequências negativas para a vida da criança. Pense que seu filho ou filha quer ser compreendido, e não sabe expressar seus sentimentos e emoções, e nesse contexto, agem por impulso fazendo birra. 

O adulto precisa agir conscientemente, para não reforçar este comportamento na criança e ter paciência, pois a birra é também uma oportunidade de aprendizado para os pequenos.

Vale ressaltar também que o ambiente em que a criança vive, pode estar afetando suas emoções e gerando birras. É preciso que os pais cuidem de suas emoções, comportamentos e ambiente familiar, para poder ajudar a criança a lidar com as frustrações e as emoções. É comum que as birras dos pequenos cheguem durante um momento de estresse, como por exemplo, divórcio, a chegada de um irmãozinho, mudança de casa, escola ou rotina.

É importante saber os fatores que levaram ao comportamento do pequeno. Pois os sentimentos que ele tem em relação aos pais ou a uma situação específica, pode estar precisando de atenção e a maneira que ele vai encontrar de pedir essa atenção é através das birras.

 

Como lidar com as birras do bebe e ajudar a criança a superar essa fase de maneira positiva?

Os bebês estão descobrindo as sensações desde o momento do nascimento, e uma delas é as brincadeiras. É natural que as crianças recusem colocar a roupa porque querem brincar, ficar com os pais ou brincar com algum objeto na hora da troca da fralda. Assim como também é natural que a criança queira brincar com a própria fralda.

 

O ideal no momento de vestir o bebe, ou fazer outra atividade como banho, alimentação etc.. é brincar e distrair a criança para que o momento seja agradável e descontraído, e caso haja resistência, conversar e explicar que ela precisa se vestir para voltar a brincar ou se vestir para passear.

De acordo com cada idade é possível saber as capacidades da criança de lidar com os impulsos e frustrações. Em certas idades a criança não tem ainda amadurecimento cognitivo e emocional, por isso não conseguem entender o que pode e o que não pode no momento de trocar a fralda, tomar banho, comer, ou outras situações.

Antes dos três anos de idade a criança não consegue compreender o “NÃO”. A forma como os pais ensinam e repreendem pode estar ligado ao comportamento do bebe.

Também vale ressaltar que no momento de corrigir as birras, bater e falar mal nunca serão uma opção. Existem outros caminhos efetivos para conseguir resultados mais prolongados e duradouros e que melhoram ainda mais o desenvolvimento da criança e os vínculos entre pais e filhos.

Vamos entender agora, quais medidas devem ser tomadas para ajudar seu filho a se expressar sem birras e facilitar seu entendimento sobre as emoções do seu pequeno na hora de se vestir.

 

03 passos para lidar com as birras do bebê

Passo 1: As crianças precisam ser respeitadas. Os pais precisam ter cuidado na hora de ensinar seus filhos. O ideal é fazer a criança entender que seu comportamento inadequado pode ser modificado. Os pais não devem usar de hostilidade e humilhação. Crianças que são punidas e ensinadas com atos de humilhação e hostilidade, tendem a crescer achando que são inferiores e incapazes. As crianças se comportam de acordo com seus sentimentos, o ideal é que os pais ou cuidadores da criança usem de encorajamento e compreensão para ensinar a criança a mudar aquele comportamento. A criança precisa se sentir capaz de mudar o comportamento e sentir amor no momento de serem ensinadas, elas precisam sentir que são compreendidas. Porém, no momento de precisar da obediência do pequeno para trocar fralda, dar banho ou comer, por exemplo, vale ressaltar que uma criança com menos de três anos, ainda não tem amadurecimento cognitivo para compreender suas capacidades, e seus desejos são brincar e se distrair. Usar o momento de trocar a fralda como uma brincadeira é mais eficaz do que punir a criança por não querer trocar a fralda.

 

Passo 2: Combine e não ceda. As crianças reagem muito bem aos combinados. Até mesmo os bebês de um ano já conseguem entender o combinado. Sempre que possível, combine antes com seu filho. Por exemplo: “filho, agora é hora de trocar a fralda, e se trocar rápido podemos sair para passear”. Entenda que a falta dos combinados gera na criança uma expectativa e por isso elas fazem a birra quando chega a hora de se trocar, de comer ou fazer outras tarefas e precisam parar de brincar, por exemplo. Quando os pais combinam antes ou explicam o porquê, as crianças se sentem respeitadas e obedecem com facilidade, pois compreendem com mais facilidade.

 

Passo 3: Se coloque no lugar da criança. Compreenda qual é o desejo do bebe  naquele momento, porque ele está chorando? Porque ele não quer se trocar? Ele estava brincando e não queria parar? Lembre-se que as crianças enxergam situações diferentes de nós adultos. Eles não compreendem que a troca da fralda é necessária, para a sua higiene. Em certa idade ela não sabe dizer o que quer, sua forma de pedir é chorar, gritar ou desobedecer. Ao se colocar no lugar da criança, é mais fácil compreender o choro e explicar que a troca da fralda será rápida para que ela possa voltar a brincar.

 

Share

Vitor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *