Bebê de 1 ano e 5 meses: Dicas incríveis para estimular o desenvolvimento!

O bebê de 1 ano e 5 meses

As primeiras palavras do seu bebê foram “mama”, “papa”, “dada”, “gugu”. A partir dessa fase, esse vocabulário vai aumentar e muito. Ele vai começar a se fazer entender, ainda que seja na língua dele, que só a mamãe entende, mas as palavras mais fáceis vão sair.

Quando ele aprende novas palavras, pode ficar repetindo muitas vezes, o que pode ser engraçado e render histórias no futuro. Mesmo que você não entende à princípio o que ele fala, tente descobrir e reforce a palavra para ele aprender.

Ele vai querer fazer muitas coisas sozinho, é a parte da independência que insiste em ficar cada vez mais forte. Se for seguro para ele, deixe que faça, como se vestir por conta, pegar a colher, comer, até passar o sabonete na hora do banho. São muitas conquistas e ele se sente ótimo fazendo isso.

Enquanto seu bebê cresce, você aprende a lidar não apenas com os desafios dele, como com os seus. O mais importante é ter calma e paciência e aproveitar cada momento como parte do desenvolvimento de ambos. Não se estresse se algo não der certo no começo.

 

Estímulos e Brincadeiras

Sendo seu bebê um tagarela ou não, continue incentivando a fala conversando muito com ele, cantando músicas e contando histórias. É bom falar normalmente, sem usar os mesmos termos infantilizados dele. Se ele falar “agá”, por exemplo, e você sabe que é água, diga “aqui está a água”.

Alguns aplicativos foram desenvolvidos para incentivar o aprendizado. Eles ajudam bastante, mas cuidado para não deixar seu bebê muito tempo no celular ou em frente à televisão, mesmo que seja tentador vê-lo quieto. Procure sentar com ele para aprender junto e repita as atividades propostas.

Mesmo que você tenha receio que ele se machuque ou fique doente, evite protegê-lo excessivamente. Bebês aprendem melhor explorando, tocando os objetos, muitas vezes colocando na boca, sentindo as texturas, sabores.

Claro, que é importante se atentar para maiores riscos como produtos tóxicos, fogo, entre outros. Por isso, se você já verificou todas as partes da casa e já protegeu tudo, deixe seu bebê brincar.

Outra atividade muito divertida para o seu bebê é dançar. Ele prefere as músicas infantis, mais animadas, com gestos e passinhos fáceis, mas você pode ouvir outros estilos com ele. Apenas tenha cuidado com a letra, porque se houver alguma palavra que ele não possa falar, com certeza ele vai falar e muito.

Desenhar também é ótima para treinar a coordenação motora e a imaginação do seu bebê. Ele vai criar formas e rabiscos. Enquanto isso, identifique as cores que ele usa e desenhe junto.

Sono

O sono do bebê vai se estabilizando, porém as sonecas tendem a diminuir. Ele não quer mais passar o dia todo dormindo com tanto a explorar. Sempre que perceber seu bebê mais irritado ou esfregando os olhos, faça uma pausa, tente acalmá-lo e insista um pouco na soneca, será benéfico para ele.

Se você ainda enfrenta problemas para fazer seu bebê dormir, o método Bebê Dorminhoco foi criado para ajudar mamães como você a resolver isso. Entre em contato, que estamos preparados para auxiliar nesse e em outras dificuldades com o seu bebê.

 

Alimentação

Com mais independência, ele vai querer comer sozinho. Incentive essa prática, mesmo que faça sujeira. Não se importe com isso agora, seu bebê está aprendendo.

Ele vai resistir a novos sabores e tipos de comida. Continue oferecendo mesmo assim. Não cai na tentação de dar apenas o que ele quer ou seu bebê pode ter carência de nutrientes importantes para o crescimento e desenvolvimento.

Pesquise receitas diferenciadas com os ingredientes que ele não quer. E sente a mesa junto com ele. Para mais ajuda, conheça o método Bebê Bom de Garfo.

 

Como lidar com as birras

Infelizmente, as birras vão acontecer, mesmo com aquele bebê que sempre foi calminho, dormia bem. O motivo é que seu bebê não quer se sentir impedido de descobrir.

O mais importante é que você não ceda aos ataques dele, se ele perceber que sempre consegue o que quer nessas horas, vai continuar fazendo todas as vezes. Mantenha-se firme. Ele está na fase de aprender o não.

Mantenha a calma. Gritar, bater ou até mesmo chorar, porque em alguns momentos dá vontade mesmo, só vão criar traumas e tornar a experiência mais difícil.

O recomendado é não dar muita atenção, nem rir. Fale com firmeza com ele e procure fazê-lo entender que não deve fazer isso.

Share

Karla Mendonça

Deixe um comentário