7 semanas de gravidez

Semana 7 Mirtilo

As pessoas podem ainda não notar, mas há um turbilhão de mudanças acontecendo dentro de você. Na metade do 2° mês de gestação, o bebê está se desenvolvendo rapidamente e é provável que algumas roupas já comecem a ficar apertadas.

Talvez nessa semana você consiga ouvir o coração do seu bebê, que está batendo 150 vezes por minuto, mas não fique preocupada se isso ainda não acontecer, já que ele é muito pequeno. Se não acontecer agora, aguarde as próximas semanas para ter essa sensação.

Por enquanto, continue se cuidando, relaxe e aproveite cada instante de tudo o que está acontecendo. Quer saber um pouco das mudanças com o seu bebê e também com você? Então leia mais sobre a 7ª semana de gravidez.

 

O desenvolvimento do bebê

A placenta está maior do que o bebê, que agora mede entre 6 e 9 milímetros e até o final da semana, estará com 13 milímetros e deve pesar 0,8 gramas, comparável a um caroço de feijão ou grão de milho.

O formato do corpo ainda é um C, isso porque a cabeça está inclinada em direção ao abdômen. Os olhos começam a se aproximar, os ossos se desenvolvem e as feições vão se formando.

Braços e pernas estão se desenvolvendo, os cotovelos se mexem e os dedos estão juntos. O bebê se mexe, no entanto como ele é muito pequeno, dificilmente a mamãe irá sentir. Algumas mães até contam ter essa sensação, mas não compare a sua gestação com outras.

 

O que acontece com a mamãe

A barriga vai demorar um pouco mais para crescer, já o útero começa a se expandir e tem o tamanho de uma laranja média. O inchaço e a prisão de ventre, possíveis sintomas, podem deixar a barriga um pouco maior.

Os enjoos estarão presentes até a 16ª semana, ou o fim do primeiro trimestre. Como há diferença entre gestações, há mulheres que não passam por isso e outras que têm enjoos durante toda a gravidez.

Existem algumas dicas para aliviar os enjoos, como se fazer pequenas refeições de três em três horas e comer duas bolachas de água e sal antes de se levantar. Um bom aliado para essa hora é o limão, tomar um copo com água gelada e limão espremido, ou somente o suco puro, ajuda bem e é uma ótima fonte de vitamina C.

Com o crescimento do útero, as alterações hormonais e o aumento do volume sanguíneo, as idas ao banheiro para urinar são mais frequentes. Por mais incômodo que seja, não reduza o consumo de líquidos. Mantenha-se sempre hidratada.

As alterações hormonais, associadas à ansiedade normal da gravidez, vão fazer com que você tenha mudanças de humor. Converse com o seu parceiro e familiares que já sabem sobre a gravidez e não estranhe se uma hora você estiver feliz por tudo que está acontecendo, e em outra, começar a chorar e se irritar. Procure relaxar e aproveitar esse momento incrível da sua vida.

 

Cuidados que se deve tomar nessa fase

Quando se está grávida, os cuidados com a saúde devem ser redobrados. Consultas frequentes ao médico para a realização do pré-natal são essenciais, assim como:

– Tenha uma alimentação saudável e equilibrada

Ingira mais fibra e alimentos ricos em vitamina C, ácido fólico e ferro. Se você se alimentar adequadamente, evita engordar mais do que o necessário, tem mais energia durante a gravidez e garante um bom desenvolvimento ao seu bebê.

– Mantenha-se hidratada

Reforçando a recomendação acima. Pode ser bem chato precisar ir ao banheiro várias vezes ao dia, no entanto, ingerir de 2 a 3 litros de líquidos diariamente traz muitos benefícios, incluindo um melhor funcionamento do intestino, redução da retenção de líquido, redução dos riscos de hipertensão e de infecções urinárias, controle de peso, eliminação de toxinas e formação do líquido amniótico.

– Consulte um dentista

O aumento do fluxo sanguíneo pode prejudicar as gengivas, causando sangramentos e problemas nos dentes. A maior quantidade de hormônios, como a progesterona, tendem a causar a chamada gengivite gravídica.

É importante lembrar de avisar o dentista que está grávida para evitar o uso de anestesias e raio-x, que são prejudiciais ao bebê

 

Hiperêmese Gravídica

Essa condição rara acomete 1,5% das grávidas. Quando os enjoos e vômitos acontecem durante toda a gravidez com muita intensidade, resultando em perda de peso, desidratação, fraqueza, boca seca e mal-estar, entre outros problemas.

O tratamento é feito com acompanhamento médico, que irá solicitar exames para descartar possíveis doenças. É provável que a gestante precise tomar medicamentos via endovenosa, isto é, na veia e tenha uma dieta mais restrita.

Share

Karla Mendonça

Deixe um comentário