04 semanas de gravidez

Semana 4 Semente Papoula 1

Quando há alguma suspeita de gravidez, a 4ª semana é a mais indicada para realizar os testes, seja através da urina ou sangue. Nesse período, a concentração de HCG é bem maior, sendo mais bem detectado em exames e com um menor risco de resultado falso negativo.

O HCG, ou gonadotrofina coriônica humana, é conhecido como o hormônio da gravidez, liberado pela placenta e células do embrião. É por conta dele que o ovário produz estrogênio e progesterona, fazendo com o ciclo menstrual seja temporariamente interrompido.

É interessante lembrar também, que como um forte sinal de uma possível gravidez é o atraso da menstruação por, pelo menos, 3 semanas após a relação sexual, no final da 4ª semana a confirmação é mais garantida.

Então, se o resultado deu positivo, parabéns! Agora é hora de saber um pouco sobre como está o seu bebê, o que acontece com o seu corpo e alguns cuidados que você vai precisar ter.

 

O desenvolvimento do bebê

Seu bebê é muito pequeno, é chamado zigoto e mede pouco mais de 1 mm, mais ou menos o tamanho de uma semente de papoula. O óvulo já está implantado na mucosa uterina e é possível visualizar o saco gestacional, uma bolsa cheia de líquido amniótico, que envolve o bebê e tem a função de protege-lo de infecções e traumas até os 3 meses.

Ele vai continuar se desenvolvendo, começando a se dividir em três tecidos diferentes, ectoderma, mesoderma e endoderma, que com o passar do tempo se transformarão na pele, olhos, ossos, músculos, órgãos.

Nas próximas 24 horas, ele deve dobrar de tamanho. O cordão umbilical e a placenta se desenvolvem. O tubo neural está em formação, de onde serão formados o cérebro, espinha dorsal, medula espinhal e os nervos.

 

O que acontece com a mamãe

Nessa fase é bem improvável que um sinal externo apareça. Alguns dos sintomas lembram muito uma TPM, por essa razão é preciso atentar para o atraso da menstruação. Lembrando que cada organismo e cada gravidez são únicos, o que significa que não é requisito obrigatório ter todos os sintomas.

Entre a maioria deles estão:

– Sono excessivo

– Cólicas

– Dores de cabeça e enxaqueca

– Tonturas

– Baixa pressão arterial

– Variação de humor

– Fome descontrolada

– Enjoo matinal

– Inchaço

– Seios inchados e doloridos e mamilos mais proeminentes

– Endurecimento da barriga

Pode acontecer um pequeno sangramento durante a nidação ou implantação, que cessa depois, sendo preciso se preocupar e procurar um médico somente se ficar mais forte ou constante.

 

Quais cuidados se deve ter nessa fase

Como agora você tem a certeza de que está grávida, é hora de marcar uma consulta com um obstetra para realizar o pré-natal, se certificar de como está o seu bebê e acompanhar o progresso da gravidez.

Durante a consulta, o médico irá verificar sua pressão arterial, seu peso, pedir exames específicos e calcular tanto em que fase está a sua gravidez, quanto uma data provável do nascimento. Além disso, se você já não está tomando, o médico irá receitar um suplemento vitamínico, que contém ácido fólico, cálcio, ferro e vitaminas B12, C, D e E.

Mudanças em certos hábitos de sua vida, provavelmente, vão ser necessárias. Por exemplo, se você fuma ou toma bebidas alcoólicas, o mais seguro para a saúde do seu bebê é evitar durante toda a gravidez.

A ideia de que grávida precisa comer por dois é um mito. Durante a gravidez, é importante manter hábitos saudáveis de alimentação, evitando alimentos processados, refrigerantes, gorduras, doces, preferindo e procurar praticar atividades físicas mais leves.

Quanto às atividades, é essencial conversar com o médico a respeito das atividades que você está liberada a fazer. Algumas mulheres precisam ficar em repouso absoluto ou realizar poucos movimentos.

Seja qual for a sua condição, siga todas as orientações do obstetra e procure curtir cada momento da sua gravidez.

Share

Karla Mendonça

Deixe um comentário